ES-07A

 

No ano de 2014, a equipe adotou um pacote aerodinâmico composto por sidepod (proteções laterais), asa dianteira e asa traseira, para melhorar a dinâmica do veículo em pista.

Com o ES-07A, houve uma grande melhoria no sistema de direção do veículo devido a aplicação dos dados do tire test consortium e o câmbio passou a ser manual.

Na 11ª edição de Fórmula SAE BRASIL, o ES-07A teve um ótimo desempemho na prova de Enduro, conquistando o segundo terceiro lugar na prova. Além disso, o Fórmula Cefast obteve a o quinto lugar geral na competição, sendo o quarto melhor carro brasileiro.